Departamentos
Links Úteis

Eventos

home . voltar

Dia "C" da Ciência

Data:

 

 
 
25 DE OUTUBRO DE 2017
 
 
O DIA EM QUE O BRASIL VAI SABER COMO AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO E PESQUISA ESTÃO MUDANDO PARA MELHOR A VIDA DAS PESSOAS E DO PAÍS

 
PROJETO DIA C DA CIÊNCIA
 
CONTEXTUALIZAÇÃO
É inquestionável que a soberania de um país depende da sua capacidade de produzir conhecimento científico. Também está bem estabelecido que o conhecimento científico precisa gerar tecnologia, desenvolvimento econômico e social. Neste contexto, as universidades e osinstitutos tecnológicos desempenham papel fundamental tanto na produção do conhecimento quanto na formação dos recursos humanos capazes de gerar o conhecimento. Como os programas de pós-graduação representam o principal locus das atividades de pesquisa, muitas vezes o conhecimento produzido é pouco protegido e registrado em formatos de difícil apropriação pela sociedade, o que dificulta que a sociedade tenha a dimensão do real papel da universidade.
Em um contexto mais amplo, o conhecimento da população brasileira sobre temas de CT&I é extremamente deficiente no Brasil. As causas são diversas e uma das principais é a inexistência de educação científica abrangente e de qualidade no ensino fundamental e médio do país.
Para Vogt (2006)[1], a cultura científica pressupõe uma dinâmica que compreende os setores produtores de conhecimento, as instituições com seus pesquisadores, o ensino de ciências com seus professores e alunos, as políticas públicas em C&T e seus editais, ou seja reúne um conjunto de ações e atividades realizadas pelos centros de ciência e museus, além de contemplar as tecnologias de comunicação que divulgam o conhecimento científico por meio de programas televisivos, imprensa escrita, rádio e internet.
Outro fator extremamente importante é o fato das universidades e os institutos tecnológicos manterem o foco na comunicação científica em seus formatos tradicionais, tais como: artigos e livros científicos, resumos em congressos, entre outros. Na comunicação científica o emissor e receptor são os próprios cientistas, o que garante a comunicação, disseminação ou difusão do conhecimento científico entre os pares. Essa forma de comunicação científica é importantíssima, mas está restrita aos que estão diretamente envolvidos com as pesquisas em questão.
As instituições de ensino superior brasileiras, de modo geral, desenvolvem poucas iniciativas institucionais de divulgação científica que, por sua vez, tem o objetivo de democratizar o acesso ao conhecimento científico e estabelecer condições para a chamada alfabetização científica. Esse processo de popularização da ciência busca incluir os cidadãos no debate sobre temas especializados e que podem impactar sua vida e seu trabalho. No país como um todo, a divulgação científica por meio da mídia e de outros instrumentos, como os centros e museus de ciência, ainda é pouco eficiente. As ações institucionais para o estabelecimento de política pública destinada à popularização da C&T são muito recentes no Brasil.
Com esse objetivo, o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) instituiu, por meio do Decreto de 9 de junho de 2004, uma semana com o objetivo de aproximar a Ciência e Tecnologia da população, promovendo eventos que congregam centenas de instituições a fim de realizarem atividades de divulgação científica em todo o País, a “Semana Nacional de Ciência e Tecnologia” (SNCT). Ela é realizada sempre no mês de outubro sob a coordenação do MCTIC, por meio do Departamento de Difusão e Popularização da Ciência e Tecnologia (DEPDI/SECIS) e conta com a colaboração de secretarias estaduais e municipais, agências de fomento, espaços científico-culturais, instituições de ensino e pesquisa, sociedades científicas, escolas, órgãos governamentais, empresas de base tecnológica e entidades da sociedade civil. Com essas ações espera-se criar uma linguagem acessível à população, por meios inovadores que estimulem a curiosidade e motivem a população a discutir as implicações sociais da ciência, além de aprofundarem seus conhecimentos sobre o tema.
 
OBJETIVO
O DIA C DA CIÊNCIA representa uma iniciativa das universidades e dos institutos tecnológicos que desenvolvem pesquisa para sensibilizar e informar a população que, além de formar recursos humanos qualificados, essas instituições são responsáveis pela produção de aproximadamente 90% do conhecimento científico no Brasil.
 
AÇÃO PROPOSTA
No dia 25 DE OUTUBRO, a quarta-feira da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, as universidades e institutos tecnológicos desenvolverão atividades em escolas, museus, espaços públicos, espaços institucionais próprios e externos, para mostrar a comunidade o conhecimento produzido pelas ICTs e como esse conhecimento modifica a vida das pessoas.
Espera-se que essa atividade passe a ser realizada anualmente, sempre no período da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, criando então a cultura do DIA C DA CIÊNCIA BRASILEIRA.
A sobrevivência do modelo de ensino público de qualidade e gratuito e manutenção do financiamento público do Sistema de CT&I, da forma com que conhecemos, encontra-se fortemente ameaçada, de modo que a conscientização e o apoio da sociedade serão decisivos para a manutenção desse modelo.
 
METODOLOGIA
As etapas e ações sugeridas estão descritas a seguir:
1 – Escolha de uma instituição por estado para coordenar as atividades
2 – Reunião convocada pelo Coordenador estadual com todas as instituições de ensino superior e pesquisa do estado para distribuir as atividades. Sugere-se que nessa reunião sejam convidados Pró-Reitores de Pesquisa, Pós-Graduação, Extensão e Graduação, as Assessorias de Comunicação, representantes das FAPs e das Secretárias Estadual e Municipal de Educação, além dos responsáveis pelas rádios e TVs institucionais.
3 –O Colégio de Gestores de Comunicação das Universidades Federais (CGCUF), durante a reunião de agosto, aprovou a proposta e está preparando o KIT DIVULGAÇÃO.
4 – Definição das estratégias por parte de cada instituição e escolha dos resultados de pesquisa já concluídas ou em andamento que serão divulgados. É imprescindível contar com o envolvimento dos Programas de Pós-Graduação, Redes de Pesquisa e com os INCTs neste processo.
5 – Estimular que os gestores dos diferentes campi, regionais, institutos, unidades e centros fora de sede busquem o contato com as prefeituras, secretarias municipais de educação e demais parceiros necessários para a execução das atividades.
6 – Distribuição das atividades entre as diferentes instituições, sendo recomendado que aquelas que serão desenvolvidas em espaços públicos (shoppings, praças, rodoviárias, aeroportos, feiras livres) sejam multi-institucionais.
7 – Garantir que, dentro do possível, todas as escolas públicas e privadas dos municípios de abrangência das universidades sejam visitadas neste dia.
8 – Elaborar e gravar mini-aulas de 5 a 6 minutos para serem distribuídas para as escolas públicas e privadas como um preparatório para as atividades do dia 25 de outubro. Começar essas mini-aulas com a pergunta: “VOCE SABIA?”. A apresentação gráfica do início e do fim dessas aulas deve ser padronizada no país inteiro.
9 – Estimular todos os bolsistas de IC e PG a realizarem vídeos curtos de divulgação dos resultados/impactos de suas pesquisas para vinculação em redes sociais – mídias espontâneas. Estes vídeos poderiam começar assim: “O QUE EU FAÇO É MUITO IMPORTANTE!!!!”
10 – Criar uma imagem que possa compor durante o mês de outubro o perfil de Facebook, WhatsApp e Currículo Lattes.
11 – Organizar atividades e/ou exposições que foquem a difusão e/ou disseminação do conhecimento científico em todos os espaços museológicos possíveis.
12 – Definir uma programação específica para as rádios e TVs universitárias para o dia 25 de outubro.
13 – Considerar que essa atividade deve ter caráter obrigatório para os bolsistas e opcional para os não bolsistas.
14 – Montar exposição (banners) com os resultados mais relevantes obtidos pelas instituições, especialmente, aqueles resultantes de financiamento público (FAPs, CNPq, CAPES e Finep) para ser colocada durante toda a semana nos “Espaços Públicos de Poder” (Senado Federal, Câmara dos Deputados Assembleias Legislativas e Câmaras Municipais) e, no dia 25 de outubro, levar os pesquisadores de maior relevância para esses espaços.
15 – Desenvolver estratégias específicas que atraiam a atenção do público para as atividades que serão desenvolvidas nos espaços públicos (exames clínicos e laboratoriais rápidos, pequenas experiências científicas, peças curtas de teatro e tudo mais que a criatividade humana permitir).
16 – Organizar nas maiores cidades do país na manhã do dia 25 uma abertura oficial do evento, com a presença das autoridades (estratégia para atrair a atenção da mídia). Fazer essa abertura preferencialmente em uma escola pública.
17 – Considerar se seria interessante definir uma “COR PARA A CIÊNCIA” e iluminar os edifícios públicos ou mesmo elaborar a “BANDEIRA DA CIENCIA”.
18 – Verificar a possibilidade de escolher um artista nacionalmente conhecido de cada um dos estados brasileiros e tentar criar a figura do “EMBAIXADOR DA CIÊNCIA”.
19 – Buscar o apoio de todas as Associações e Sociedades Científicas do país e definir uma ação estratégica para ser realizada no dia 25 em todos os congressos científicos que tiverem acontecendo neste dia.
20 – Cada instituição que aderir ao projeto tem total liberdade de definir as atividades que considerar prioritárias, bem como a forma de realização. A única padronização será o dia de desenvolvimento da atividade e o uso da mesma identidade visual.
 
RESULTADO ESPERADO
Espera-se realizar no país inteiro um enorme movimento de divulgação da ciência que é produzida nas instituições de ensino superior e pesquisa e, com esse movimento, além de ocupar os espaços da mídia nacional, conseguir projeção internacional.
Busca-se essencialmente sensibilizar e informar a sociedade sobre o conhecimento gerado pelas instituições de ensino superior e pesquisa do país.
 
ORGANIZAÇÕES/INSTITUIÇÕES QUE APOIAM O PROJETO
ABRANGÊNCIA NACIONAL
w  Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior no Brasil - ANDIFES
w  Colégio de Pró-reitores de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação das IFES - COPROPI
w  Fórum de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação - FOPROP
w  Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa - CONFAP
w  Associação Nacional de Pós-Graduandos - ANPG
w  Academia Brasileira de Ciências - ABC
w  Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores - ANPROTEC
 
 
Instituições que estão sendo convidadas:
w   Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC
w  Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq
w  Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES
w  Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP
w  Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras – CRUB
w  Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais - ABRUEM
w  Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência, Tecnologia e Inovação – CONSECTI
w  Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica – ABIPTI
w  Fórum Nacional de Gestores de Inovação e Transferência de Tecnologia – FORTEC
w  Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - MCTIC
 
GOIÁS (Coordenação Nacional)
Ponto focal do estado: Universidade Federal de Goiás – UFG
Maria Clorinda Soares Fioravanti (e-mail institucional clorinda@ufg.br; e-mail pessoal mariaclorinda@gmail.com; fone institucional 62 3521-1767; celular 62 999750095)
w  Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte - SEDUCE Goiás
w  Secretaria Municipal de Educação de Goiânia
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás - FAPEG
w  Fundação de Apoio a Pesquisa - FUNAPE
w  Universidade Estadual de Goiás - UEG
w  Instituto Federal de Goiás - IFG
w  Instituto Federal Goiano - IFGoiano
w  Pontifícia Universidade de Goiás - PUC Goiás
w  Centro Universitário de Anapólis - UniEVANGÉLICA
w  Universidade de Rio Verde - UniRV
w  Sindicato dos Docentes das Universidades Federais de Goiás - ADUFG
 
MATO GROSSO DO SUL (Ponto focal da Região Centro-Oeste)
Nalvo Franco de Almeida Junior (e-mail institucional proreitor.propp@ufms.br; gab.propp@ufms.br; e-mail pessoal nalvo.junior@ufms.br; fone institucional 67 3345-7186; 67 3345-7190; celular 67 98153-4459)
Ponto focal do estado: Universidade do Mato Grosso Sul – UFMS
Prof. Prof. Ivo Leite Filho (e-mail institucional fetecms@gmail.com; e-mail pessoal ivojedaleite@uol.com.br; fone institucional 67 3345-3682; celular 67 99278-6340)
w  Universidade Federal da Grande Dourados – UFGD
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul – IFMS
w  Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS
w  Universidade Católica Dom Bosco – UCDB
w  Centro Universitário da Grande Dourados - UNIGRAN
w  Universidade Anhanguera - UNIDERP
w  Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul – FUNDECT
 
DISTRITO FEDERAL
Ponto focal do estado: Universidade Brasília
Maria Emília Machado Telles Walter (e-mail institucional dpi_decana@unb.br; mariaemilia@unb.br; fone institucional 61 3107-0263; celular 61 98427-8919)
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília - IFB
w  Centro Universitário Euro-Americano - UNIEURO
w  Universidade Católica de Brasília – UCB
w  Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal – FAPDF
 
MATO GROSSO
Ponto focal do estado: Universidade do Mato Grosso (???)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso - IFMT
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Mato Grosso – FAPEMAT
 
PARÁ (Ponto focal da Região Norte)
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Oeste do Pará – UFOPA
Sérgio de Melo (e-mail institucional proppit@ufopa.edu.br; e-mail pessoal sergio.melo@ufopa.edu.br; fone institucional 93 2101-4910; celular 93 99122-1192)
w  Universidade Federal Rural da Amazônia - UFRA
w  Universidade Federal do Pará - UFPA
w  Universidade do Estado do Pará - UEPA
w  Museu Paraense Emilio Goeldi - MPEG
w  Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Pará - IFPAy
w  Instituto Evandro Chagas - IEC
w  Centro Universitário do Estado do Pará - CESUPA
w  Universidade da Amazônia – UNAMA
w  Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa - FAPESPA
 
ACRE
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Acre – UFAC (??)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Acre - FAPAC
 
AMAZONAS
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Amazonas – UFAM (??)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade do Estado do Amazonas - UEA
w  Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia - INPA
w  Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM
w  Universidade Nilton Lins - UNINILTON LINS
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas - FAPEAM
 
AMAPÁ
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Amapá – UNIFAP (??)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade do Estado do Amapá - UEAP
w  Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Amapá – IFAP
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amapá - FAPEAP
 
RONDÔNIA
Ponto focal do estado: Universidade Federal de Rondônia – UNIR (??)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Fundação Rondônia de Amparo ao Desenvolvimento das Ações Científicas e Tecnológicas e à Pesquisa do Estado de Rondônia - FAPERO
 
RORAIMA
Ponto focal do estado: Universidade Federal de Roraima – UFRR (??)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade do estado de Roraima - UERR
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima - IFRR
 
TOCANTINS
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Tocantins – UFT (??)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Fundação Universidade do Tocantins - UNITINS
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins – IFTO
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Tocantins - FAPT
 
RIO GRANDE DO NORTE (Ponto focal da Região Nordeste)
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN
Jorge Tarcísio da Rocha Falcão (e-mail institucional contato@propesq.ufrn.br; e-mail pessoal jorgefalcao@reitoria.ufrn.br; fone institucional 84 3215-2230; celular 84 9193-6083)
w  Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA
w  Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN
w  Universidade Potiguar – UNP
w  Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Norte - FAPERN
 
ALAGOAS
Ponto focal do estado: Universidade Federal de Alagoas – UFAL (????)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas - IFAL
w  Universidade Estadual de Alagoas - UNEAL
w  Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas – UNCISAL
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas - FAPEAL
 
BAHIA
Ponto focal do estado: Universidade Federal da Bahia – UFBA (???)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia - IFBA
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia - IFBA
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano - IF-BAIANO
w  Universidade do Estado da Bahia - UNEB
w  Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC
w  Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB
w  Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS
w  Universidade Católica de Salvador - UCSAL
w  Universidade Salvador - UNIFACS
w  Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC
w  Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública – EBMSP
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - FAPESB
 
CEARÁ
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Ceará – UFC
Antônio Gomes de Souza Filho (e-mail institucional prposufc@ufc.br; e-mail pessoal agsf@fisica.ufc.br; fone institucional 85 3366-9943; celular 85 98778-1237)
w  Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará - IFCE
w  Universidade Estadual Vale do Acaraú - UVA
w  Universidade Regional do Cariri - URCA
w  Universidade Estadual do Ceará - UECE
w  Universidade de Fortaleza – UNIFOR
w  Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico - FUNCAP
 
MARANHÃO
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Maranhão – UFMA (??)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade Estadual do Maranhão - UEMA
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão - IFMA
w  Centro Universitário do Maranhão – UNICEUMA
w  Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão - FAPEMA
 
PARAÍBA
Ponto focal do estado: Universidade Federal da Paraíba – UFPB (??)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade Federal de Campina Grande - UFCG
w  Universidade Estadual da Paraíba - UEPB
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – IFPB
w  Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba - FAPESQ
 
PERNAMBUCO
Ponto focal do estado: Universidade Federal de Pernambuco – UFPE (???)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE
w  Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco - IFPE
w  Fundação Joaquim Nabuco - FUNDAJ
w  Universidade de Pernambuco - UPE
w  Universidade Católica de Pernambuco - UNICAP
w  Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco - FACEPE
 
PIAUÍ
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Piauí - UFPI
João Xavier da Cruz Neto (e-mail institucional propesq@ufpi.edu.br; e-mail pessoal jxavier@ufpi.edu.br; fone institucional 86 3215-5561; celular 86 98802-9545)
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí - IFPI
w  Universidade Estadual do Piauí - UESPI
w  Faculdade de Saúde, Ciências Humanas e Tecnológicas do Piauí – NOVAFAPI
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do estado do Piauí - FAPEPI
 
SERGIPE
Ponto focal do estado: Universidade Federal de Sergipe - UFS (??)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe - IFSE
w  Universidade Tiradentes – UNIT
w  Fundação de Apoio à Pesquisa e à inovação Tecnológica de Estado de Sergipe - FAPITEC
 
SÃO PAULO (Ponto focal da Região Sudeste)
Ponto focal do estado: Universidade Federal de São Carlos – UFSCar
João Batista Fernandes (e-mail institucional propq@ufscar.br; e-mail pessoal proreitorpq@ufscar.br; fone institucional 16 3351-8028; celular 16 98161-0402)
w  Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
w  Universidade Federal do ABC - UFABC
w  Sociedade Brasileira de Fisiologia - SBFis
w  Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA
w  Universidade de São Paulo - USP
w  Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
w  Universidade Estadual Paulista - UNESP
w  Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual - IAMSPE
w  Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC-SP
w  Universidade Sagrado Coração - USC
w  Universidade Metodista de Piracicaba - UNIMEP
w  Universidade de Marília - UNIMAR
w  Universidade de Franca - UNIFRAN
w  Centro Universitário Municipal de Franca - Uni-FACEF
w  Centro Universitário Adventista de São Paulo - UNASP
w  Universidade Metodista de São Paulo - UMESP
w  Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC-CAMPINAS
w  Universidade Presbiteriana Mackenzie - MACKENZIE
w  Centro Universitário FEI - FEI
w  Universidade do Oeste Paulista - UNOESTE
w  Universidade Camilo Castelo Branco - UNICASTELO
w  Universidade Mogi das Cruzes - UMC
w  Insper Instituto de Ensino e Pesquisa - INSPER
w  Escola Superior de Propaganda e Marketing – ESPM
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP
 
ESPÍRITO SANTO
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Espírito Santo – UFES (??)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo - IFES
w  Centro Universitário Vila Velha – UVV
w  Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo - FAPES
 
MINAS GERAIS
Ponto focal do estado: (???)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG
w  Universidade Federal de Itajubá - UNIFEI
w  Universidade Federal de Alfenas - UNIFAL-MG
w  Universidade Federal do Vale do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM
w  Universidade Federal de Viçosa - UFV
w  Universidade Federal de Uberlândia - UFU
w  Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM
w  Universidade Federal de São João Del Rei - UFSJ
w  Universidade Federal de Ouro Preto - UFOP
w  Universidade Federal de Lavras - UFLA
w  Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF
w  Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais - CEFET- MG
w  Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUCMINAS
w  Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
w  Universidade do Vale do Sapucaí - UNIVÁS
w  Universidade de Uberaba - UNIUBE
w  Universidade de Taubaté - UNITAU
w  Universidade Presidente Antônio Carlos - UNIPAC
w  Centro Universitário UMA - UNA
w  Faculdade Novos Horizontes – FNH
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - FAPEMIG
 
RIO DE JANEIRO
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ (???)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade Federal Fluminense - UFF
w  Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO
w  Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ
w  Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ
w  Instituto Fluminense - IFFluminense
w  Fundação Oswaldo Cruz - FIOCRUZ
w  Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - CEFET/RJ
w  Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ
w  Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC-RIO
w  Fundação Educacional Serra dos Órgãos - UNIFESO
w  Universidade do Grande Rio - UNIGRANRIO
w  Centro Universitário de Volta Redonda - UniFOA
w  Universidade Estácio de Sá - UNESA
w  Universidade Castelo Branco - UCB
w  Fundação Getúlio Vargas – FGV
w  Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro - FAPERJ
 
RIO GRANDE DO SUL (Vice-Coordenação Nacional)
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS
Luis da Cunha Lamb (e-mail institucional pro-reitoria@propesq.ufrgs.br; e-mail pessoal lamb@inf.ufrgs.br; fone institucional 51 3308-3664; 3308-4085; celular 51 9381-4341)
w  Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
w  Universidade Federal de Pelotas - UFPel
w  Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA
w  Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre - UFCSPA
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul Rio-Grandense - IFSul
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul - IFRS
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha - IFFARROUPILHA
w  Universidade Federal do Rio Grande - FURG
w  Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS
w  Universidade da Região de Campanha - URCAMP
w  Universidade de Passo Fundo - UPF
w  Centro Universitário Univates - UNIVATES
w  Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS
w  Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC
w  Centro Universitário La Salle Canoas - UNILASALLE
w  Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ
w  Centro Universitário Franciscano - UNIFRA
w  Universidade de Cruz Alta - UNICRUZ
w  Associação Educacional Luterana do Brasil - ULBRA
w  Universidade de Caixas do Sul - UCS
w  Universidade Católica de Pelotas - UCPel
w  Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS
w  Faculdade Meridional IMED - IMED
w  Universidade Feevale - Feevale
w  Faculdades Integradas de Taquara - FACCAT
w  Faculdades EST - EST
w  Centro Universitário Ritter dos Reis - UniRitter
w  Fundação Universitária de Cardiologia – FUC
w  Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul - FAPERGS
 
SANTA CATARINA (Ponto focal da Região Sudeste)
Ponto focal do estado: Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC
Sebastião Roberto Soares (e-mail institucional proreitor.propesq@contato.ufsc.br; e-mail pessoal sr.soares@ufsc.br; fone institucional 48 3721-6314; celular 48 99156-2746)
w  Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS
w  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - IFSC
w  Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC
w  Universidade do Oeste de Santa Catarina - UNOESC
w  Universidade Comunitária da Região de Chapecó - Unochapecó
w  Universidade da Região de Joinville - Univille
w  Universidade do Vale do Itajaí - Univali
w  Universidade do Sul de Santa Catarina - Unisul
w  Universidade do Planalto Catarinense - UNIPLAC
w  Centro Universitário de Brusque - Unifebe
w  Universidade para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí - UNIDAVI
w  Centro Universitário Barriga Verde - UNIBAVE
w  Universidade Alto Vale do Rio do Peixe - UNIARP
w  Universidade do Extremo Sul Catarinense - Unesc
w  Centro Universitário de Jaraguá do Sul - UNERJ
w  Universidade do Contestado - UnC
w  Universidade Regional de Blumenau - FURB
w  Centro Universitário Católico de Santa Catarina - CATÓLICA
w  Centro Universitário Municipal de São José - USJ
w  Centro Universitário UNISOCIESC – UNISOCIESC
w  Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - FAPESC
 
PARANÁ
Ponto focal do estado: Universidade Federal do Paraná – UFPR (???)
NOME (e-mail institucional; e-mail pessoal; fone institucional; celular)
w  Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR
w  Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA
w  Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
w  Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná - UNICENTRO
w  Universidade do Estado do Paraná - UNESPAR
w  Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
w  Universidade Estadual do Norte do Paraná - UENP
w  Universidade Estadual de Maringá - UEM
w  Universidade Estadual de Londrina - UEL
w  Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR
w  Universidade da Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI
w  Universidade Tuiuti do Paraná - UTP
w  Universidade Positivo - UP
w  Universidade Paranaense - UNIPAR
w  Faculdade Ingá - UNINGÁ
w  Centro Universitário Curitiba - UNICURITIBA
w  Centro Universitário de Maringá- CESUMAR
w  Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Estado do Paraná - FA


[1] VOGT, C. Ciência, comunicação e cultura científica. In: Vogt, C. (org). Cultura científica: desafios. SP: Universidade de São Paulo, Fapesp, 2006. p.19-26.
Mais Eventos
Google Maps
Universidade Estadual de Feira de Santana
Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais
Avenida Transnordestina S/N - Novo Horizonte - CEP 44036-900
Feira de Santana, Bahia - Telefone/Fax +55 75 3161-8790
Desenvolvido por Tacitus Tecnologia